ATA DA REUNIÃO EXTRAORDINARIA DO CONSELHO DELIBERATIVO REALIZADA EM 07/03/2020


Aos sete dias do mês de março de 2020, às 09h30min, em segunda e última chamada, reuniram-se os membros do Conselho Deliberativo da ASUPLAMA, para a Reunião Extraordinária do referido Conselho, conforme as assinaturas na folha de presença. Tendo por local o as dependências da lanchonete da sede da Plataforma - Av. Beira Mar S/N – Atlântida – Xangri-lá – RS, conforme convocação, e sendo dirigida pelo presidente do CD, Dr. José Luiz Petersen Krahe, que convidou a mim, Eliezer Teitelbaum para secretariá-lo. Com a palavra o Dr.Krahe, informou o mesmo que a reunião foi convocada para que o novo Conselho Deliberativo da Asuplama, eleito na última Assembléia Geral tomasse ciência e propusesse medidas a respeito da situação financeira e da estrutura física da Plataforma. Com a palavra o Dr. Krahe, passou o mesmo a tratar do primeiro item da pauta – Revisão de Valores de Títulos e Mensalidades - reiterando que a mensalidade atual está em R$ 100,00 por título e que segue em vigor a promoção de 300 títulos à venda – sem pagamento de jóia – sendo que o adquirente apenas passa a pagar os R$ 100,00 mensais mais o custo de R$ 20,00 da confecção do cartão de acesso. Além disso, futuros sócios com mais de 70 anos de idade pagam 50% de mensalidade (R$ 50,00), além do custo do cartão. Após debates e sugestões, deliberou o Conselho em manter as atuais condições, mantendo-se a mensalidade de R$ 100,00 por título. A princípio, esta promoção deverá ser encerrada no próximo dia 1º/05/2020, a partir de quando os novos títulos passarão a pagar a jóia de R$ 300,00. De imediato foi tratado o segundo ítem da pauta, relacionado às Medidas de Arrecadação. Ficou determinado que permaneça em vigor a promoção dos passaportes de pesca, assim previstos: 1 mês – R$ 200,00; 2 meses – R$ 300,00 e 3 meses – R$ 400,00. O Conselho Deliberativo da Asuplama propôs a busca de uma equipe profissional para comercialização dos Espaços de publicidade. Ficou então formada uma Comissão de Marketing composta por Carlos Eduardo Acunha Correa e Frederico Barcellos Lemke, que coordenarão esta futura equipe e tratarão diretamente dos assuntos relacionados à Propaganda e Marketing. Passando-se ao terceiro ítem da pauta – Manutenção da Estrutura – tomou a palavra o Presidente do Conselho Diretor, José Luis Rabadan, explanando todas as medidas tomadas e investimentos realizados em 2019, que nos trouxe novas e inevitáveis ressacas. Uma delas fez tombar a murada frontal do Braço Norte, o que obrigou a realização de obra de novo peitoril – metálico e galvanizado à fogo – projetado, confeccionado e instalado pela empresa SimCon, que há vários anos presta serviços de consultoria, assessoria e recuperação estrutural. Além disso, explanou longamente a respeito das tratativas com Prefeitura, Corpo de Bombeiros e Marinha do Brasil, mas que se conseguiu - com bastante esforço e a colaboração de abnegados associados – a liberação da pesca em toda a extensão da estrutura. O conselheiro Cesar Roberto Matias, que muito auxiliou nos trâmites com a Prefeitura de Xangri-lá, informou que o órgão está impossibilitado de destinar verba à associação, uma vez que a mesma é uma entidade privada. Ficou finalmente deliberado, em relação à este item que no atual exercício deverá ser elaborado um criterioso PROJETO para um plano de Revitalização Estrutural. Em relação ao 4º item da pauta – Aprovação de Contas da gestão anterior, o Conselho Deliberativo permanece aguardando o parecer do Conselho Fiscal da Atual Gestão. Finalmente, passou-se a tratar do item final relativo aos Assuntos Gerais - depois de várias sugestões e comentários, restaram aprovadas a seguintes medidas a serem implementadas pelo Conselho Diretor: Identificação de TODOS os pescadores, inclusive os possuidores de Títulos empresariais e de convites; Elaboração de um Registro de Assistência, em que constem os contatos imediatos de cada pescador para eventuais casos emergenciais; Busca de soluções eficazes para minorar as falhas de comunicação entre todos os canais da Asuplama; por fim, foi sugerida a elaboração de contratos de comodato para a Iscaria e para a Lanchonete, em forma de Economato. O associado Carlos Eduardo Correa se prontificou a elaborar as minutas destes contratos. Nada mais tendo sido tratado, a reunião foi encerrada às 11h20min, tendo sido lavrada a presente ata ____________________._





José Luiz Petersen Krahe                                                  Eliezer Teitelbaum
Presidente do CD                                                                 Secretário
 

 

 
 

Desenvolvido por